Violão

Categoria aula.

Vídeoaula de Cifra

48 Comentários

Aos que iniciam o aprendizado do violão, é crucial ter atenção especial para a leitura de cifras. Os acordes do violão são representados através de cifras e apresentamos aqui uma vídeoaula de como ler cifras.

Veja abaixo o vídeo de como ler cifras.

Vídeoaula de Tablatura

46 Comentários

Se você está procurando aprender tablaturas, pode assistir essa vídeoaula que ensina como ler tablaturas de uma maneira simples e fácil de entender.

Veja o vídeo explicativo de como ler tablaturas.

Notações de Tablaturas

Comments Off on Notações de Tablaturas

As tablaturas podem representar diversos detalhes de um solo de violão ou guitarra além das notas como efeitos a serem feitos com os dedos da mão esquerda, por exemplo.

  • Números

O principal conteúdo das tablaturas são os números. Cada número representa a casa que deve ser pressionada quando a respectiva corda for tocada. Detalhe para o número zero, que indica que a corda deve ser tocada solta.

e|---0-----1-----2------3-----4-----5------------------------|

O exemplo acima mostra a notação de números em uma tablatura.

  • Hammer-on

A técnica de hammer-on consiste em pressionar uma nota posicionada na mesma corda da última nota tocada, com uma tonalidade mais alta e sem tocar novamente na corda com a mão direita.

Essa execução deve ser feita de modo a emitir o som da nota tocada, mesmo sem ter a corda tocada com a outra mão.

A letra que representa o hammer-on é o h:

e|---0h1-----2------3h4-----5--------------------------------|

O exemplo acima mostra a notação de hammer-on em uma tablatura.

  • Pull-off

O pull-off é a ação contrária do hammer-on. O violonista (ou guitarrista) deve soltar uma nota que está sendo tocada pressionando, antes disso, o dedo em uma nota localizada na mesma corda com uma tonalidade mais baixa. A técnica deve emitir o som da nota mais grave sem que seja necessário bater novamente na corda com a outra mão.

A letra que representa o pull-off é o p:

e|---5-----4p3-----2-----1p0---------------------------------|

O exemplo acima mostra a notação de pull-off em uma tablatura.

  • Bend

Essa técnica trata-se de empurrar a corda para cima com o dedo que está pressionando uma determinada nota. Ao empurrar essa corda, o som se transformará em uma nota de maior tonalidade, como se a corda estivesse mais esticada (o que de fato ocorre).

A letra que representa o bend é o b e o número posicionado à sua direita representa qual nota o efeito deve emitir:

e|---1b2-----2------3b4-----5--------------------------------|

O exemplo acima mostra a notação de bend em uma tablatura.

  • Slide

O slide é uma técnica bastante comum nos solos. Trata-se de escorregar o dedo para uma casa vizinha sem tocar novamente a corda. Os slides podem ser feitos tanto para uma nota mais aguda quanto para uma nota mais grave.

Para representar um slide são utilizadas barras. A barra / indica que o slide deve ser feito para uma nota mais aguda, enquanto a barra \ para uma nota mais grave.

e|---1/2-----2------4\3-----2--------------------------------|

O exemplo acima mostra a notação de slide em uma tablatura.

  • Vibrato

O vibrato representa que a pressão exercida sobre a corda deve variar, emitindo um som vibrante, sem retirar o dedo da corda.

O símbolo utilizado para representar o vibrato é o til: ~

e|---1-----2~-----3------5~--------------------------------------|

O exemplo acima mostra a notação de vibrato em uma tablatura.

  • Tap

Essa técnica consiste em pressionar uma corda em cima de uma traste, ao invés de ser no centro de uma casa. É mais utilizada em solos rápidos, produz um efeito metálico na nota tocada.

A letra utilizada para representar o tap é o t:

e|---12t-----13t-----14t-----------------------------------------|

O exemplo acima mostra a notação de tap em uma tablatura.

  • Abafar

O efeito de abafar uma nota com o dedo que pressiona as cordas consiste em não utilizar a força necessária para que a nota saia limpa, porém na posição correta da nota.

A letra utilizada para representar esse efeito é o x:

e|---12x-----13x-----14x-----------------------------------------|

O exemplo acima mostra a notação de abafar em uma tablatura.

O Que é Tablatura

43 Comentários

Uma forma de representar solos de violão, guitarra e outros instrumentos de corda, como o contra-baixo, são as tablaturas.

Através da tablatura é possível informar ao violonista exatamente quais notas ele deve tocar, demonstrando a casa e a corda do violão.

Diferentemente das cifras, as tablaturas são consideradas um meio operacional de demonstrar como tocar um solo, pois não informam de maneira explícita quais notas devem ser tocadas, ou seja, a primeira vista não é possível saber qual nota deve ser tocada, mas apenas a posição no braço do violão.

Esse fator acaba sendo desfavorável para aqueles que estão interessados em aprender teoria musical.

Com o uso de alguns carateres especiais é possível representar técnicas como hammer-on, abafar a corda, slide, entre outros.

Se você está começando a aprender a tocar, as tablaturas são o instrumento mais simples para adquirir prática e intimidade junto ao violão.

Veja abaixo um exemplo de tablatura:

e|---------------|-----------------------|-----------------|
B|--------2h3p2--|-5-5--2-----2---2---2--|-3---3---3---3---|
G|------2--------|-4-4--2-----2---2---2--|-2---2---2---1---|
D|---------------|-----------------------|-----------------|
A|----0----------|-----------------------|----------------0|
E|-0h2-----------|-4-4--2---2---2-0-0---0|-2-2---2-0-0-----|

Escala Cromática

123 Comentários

O que são bemóis e sustenidos?

São os tipos de derivações que se pode fazer a partir de algumas notas naturais:

  • Sustenido (#) = eleva a nota em meio tom
  • Bemol (b) = reduz a nota em meio tom
  • Dobrado sustenido (##) = eleva a nota em um tom
  • Dobrado bemol (bb) = reduz a nota em um tom

Os acidentes musicais alteram a sonoridade original das notas, como por exemplo:

  • Dó# = Dó sustenido, ou uma nota de Dó arescida de meio tom
  • Dób = Dó bemol, ou uma nota de Dó diminuída em meio tom

Escala Cromática

Ao introduzir os acidentes musicais na escala diatônica formamos a escala cromática, ou seja, a escala diatônica se trata de:

  • MiSolSi

A escala cromática ascendente de se trata de:

  • Dó#Ré#MiFá#SolSol#Lá#Si

Enquanto isso, a escala cromática descendente de é:

  • RébMibMiSolbSolLábSibSi

A escala cromática é formada por uma sequência de semitons onde estão representadas todas as notas que formam o sistema musical ocidental.

Os acidentes musicais são os símbolos de sustenido (#) e bemol (b) colocados nas notas naturais. Esses símbolos representam a alteração das notas em um semitom para cima (sustenido) ou para baixo (bemol).

Por exemplo, a nota Dó acrescida de um semitom se transforma na nota Dó#, assim como a nota Dób representa um semitom abaixo da nota Dó.

Observando a escala cromática de Dó, é possível notar que os intervalos de notas que possuem acidentes são entre:

  • e
  • e Mi
  • e Sol
  • Sol e
  • e Si

Enquanto os intervalos que não possuem acidentes são entre:

  • Mi e
  • Si e

A partir de agora fica mais simples de entender o que são tons e semitons e quais notas possuem acidentes. Isso facilitará o seu aprendizado daqui para frente.

Introdução

29 Comentários

A música ocidental possui um sistema composto por 12 partes, ou melhor dizendo, 12 sons musicais diferentes. Temos, a princípio, sete sons principais chamados notas naturais, que derivam outros cinco sons, chamados acidentes musicais.

Para se ter uma relação concreta entre os sons, se fez necessário um padrão de medida entre as notas musicais. Essa unidade de medida é chamada tom.

O tom pode ser fragmentado em duas partes chamadas semitons. O semitom é o menor intervalo possível entre duas notas.

Os sete sons principais (notas naturais) são conhecidos como:

, , Mi, , Sol, e Si

Estas sete notas dispostas assim, sucessivamente, são chamadas de escala diatônica maior.

Ela é ascendente quando as notas se acham dispostas em ordem ascendente:

  • MiSolSi;

E descendente quando encontram-se na ordem inversa:

  • SiSolMi.

Os acidentes musicais representam os outros cinco sons musicais restantes que completam os 12 sons do nosso sistema musical. Eles podem ser encarados de duas formas, as quais chamamos de bemóis (b) e sustenidos (#).

Esses acidentes foram criados com o objetivo de se movimentar as notas para que elas pudessem obedecer às diversas fórmulas dos acordes.

Postura

33 Comentários

Para se tocar violão, um detalhe importante que cabe se observado é a postura. Uma boa postura é fundamental para que o aprendizado se dê de forma eficiente.

É fundamental estar sentado de maneira confortável em um local bem iluminado, arejado e sem ruídos externos que venham a atrapalhar o som do instrumento.

A princípio deve-se manter a coluna retilínia e os músculos relaxados. Daí então, apoia-se a mão esquerda de forma a segurar o violão apenas com o polegar na parte de trás do braço do instrumento.

Enquanto isso, a mão direita deve fiar apoiada apenas por meio do antebraço em cima do corpo do violão. Fazendo isso, as pontas dos dedos terão mobilidade suficiente para tocar todas as cordas.

Postura - violão

Ao manter a boa postura ao tocar o violão, você não correrá riscos de sentir dores nos membros superiores ou sofrer com distensões musculares e tendinites.

Maiores

361 Comentários

Os primeiros acordes que você deve aprender quando começa a tocar violão são os acordes maiores. Existem muitas maneiras de se fazer um acorde no violão, mas é importante saber encaixar cada posição na hora certa, conforme o conjunto de acordes utilizado.

Os acordes maiores são formados com as notas 1, 3 e 5 da escala de cada acorde e também são chamados de tríades.

Segue abaixo as posições mais simples dos 7 acordes maiores:

  • (C)

Acorde Dó Maior

  • (D)

Acorde Ré Maior

  • Mi (E)

Acorde Mi Maior

  • Fa (F)

Acorde Fa Maior

  • Sol (G)

Acorde Sol Maior

  • La (A)

Acorde Lá Maior

  • Si (B)

Acorde Si Maior

Para fazer os acordes: Cada linha representa uma corda, sendo a linha da esquerda a sexta corda. A bolinha preta representa a primeira corda que deve ser tocada. As cordas marcadas com “x” não são tocadas.

Como Ler Cifras

5,872 Comentários

Uma das primeiras lições para aqueles que estão querendo começar a tocar violão é aprender a ler cifras. Os símbolos que representam as notas e os acidentes devem ser memorizados pelo violonista para facilitar a aprendizagem.

Vamos listar abaixo alguns símbolos:

  • Acordes Maiores – são as letras de A a G, que representam os acordes:
    • A – La
    • B – Si
    • C – Dó
    • D – Ré
    • E – Mi
    • F – Fa
    • G – Sol
  • #Sustenido – Esse símbolo representa uma nota tocada um semi-tom acima da nota.
    • Exemplo: C#, D#
    • Observação: As notas E# e B# não são representadas assim, pois, conforme a escala musical, a nota Fa (F) representa um semi-tom acima do Mi (E) e o (C) um semi-tom acima do Si (B)
  • bBemol – Esse símbolo representa uma nota tocada um semi-tom abaixo da nota
    • Exemplo: Eb, Gb
    • Observação: De maneira análoga ao sustenido, as notas Cb e Fb não são representadas assim, pois, conforme a escala musical, a nota Mi (E) representa um semi-tom abaixo do Fa (F) e o Si (B) um semi-tom abaixo do (C)
  • mMenor – Representa que o acorde deve ser tocado em sua forma menor
    • Exemplo: Dm, Bm
  • +Maior – Representa que o acorde deve ser tocado em sua forma maior
    • Exemplo: D7+, F9+
  • Números – Alguns números representam que o acorde deve ser tocado com algum acidente, como a sétima, ou a nona
    • Exemplo: E7, F#9
  • ºDiminuto – Esse símbolo indica que o acorde deve ser tocado em sua forma diminuta
    • Exemplo: , F#º

Vídeoaula de Afinação

29 Comentários

Se você quer um processo detalhado ensinando como afinar o seu violão pode acompanhar essa vídeoaula.

Veja um resumo de como afinar o seu instrumento.